O triste estado do jornalismo multimédia em Portugal

Escrito em Julho 2, 2012 - Na categoria Ciberjornalismo | 2 Comentarios

DOS PRÉMIOS Gazeta 2011, que acabam de ser anunciados, duas tristes frases dizem quase tudo sobre a importância que os órgãos de comunicação portugueses continuam a dar à área multimédia, apesar dos recorrentes discursos de circunstância:

“O Prémio Gazeta Multimédia não foi atribuído. O Júri considerou que nenhum dos trabalhos apresentados merecia a distinção.”

Comentários

2 Respostas a “O triste estado do jornalismo multimédia em Portugal”

  1. Duarte Ladeiras sobre Julho 3rd, 2012 11:24 am

    É triste, de facto. Os poucos trabalhos são feitos por uma “espécie” de jornalistas e infográficos, vistos muitas vezes como aqueles que estão nas redacções apenas porque o marketing diz que é preciso estar na net. E aposto que essa raça olhada como ralé nem sequer sabe deste prémio da nata erudita do jornalismo tuga.

  2. Pedro Jerónimo sobre Julho 3rd, 2012 5:14 pm

    Resta acrescentar que isso acontece pelo segundo ano consecutivo – Prémio Gazeta Multimédia lançado em 2010. Refira-se ainda o facto do Prémio Gazeta Imprensa Regional contemplar, do ponto de vista da avaliação, unicamente a versão em papel (fará sentido distinguir quem trabalhe apenas para este meio em detrimento de quem o tente fazer de forma equilibrada para ambos?). PS: Já seguiu uma nota sugestiva para o Clube de Jornalistas a este propósito.

Deixe uma resposta