Links em novas janelas
Ciberjornalismo.com

Sexta-feira, Fevereiro 07, 2003

DEPOIS DE TER copiado quase na íntegra um artigo da revista "The New Yorker" e o ter publicado na semana passada [ver Ponto Media de ontem, nesta página], Clara Pinto Correia repetiu o plágio esta semana. Segundo a Lusa, o artigo que escreveu para a "Visão" esta semana é metade copiado de um outro artigo da "The New Yorker", desta vez da autoria de Hendrik Hertzberg: "Intitulada 'O eixo do mal', a crónica hoje publicada é em cerca de 50% tradução literal e fiel de um artigo chamado 'Axis Praxis', sendo que o restante texto é inspirado no mesmo artigo, havendo muitas outras frases iguais". Como é óbvio, Clara Pinto Correia foi suspensa de colaboradora da "Visão"... [ACTUALIZAÇÃO às 8h00 de dia 7]: Para os que possam ter dúvidas da gravidade do facto, o "Público" esclarece hoje: "De acordo com o Código do Direito de Autor, aquilo a que vulgarmente se chama plágio configura um crime de contrafacção e é punível, pela lei portuguesa, com pena de prisão até três anos e multa de 150 a 250 dias".

A PORTUGAL Telecom ofereceu 18 milhões de euros pelos 33,3 por cento que a RTP detém no canal codificado de desporto Sport TV, diz o "Diário Económico" de hoje. "Um valor que não chega a um terço do que a administração da RTP pretende encaixar com a venda desta participação, segundo avançou ao DE o administrador Luís Marques".

O JORNAL "The New York Times" conseguiu que um juiz obrigasse os serviços de emergência da cidade a tornar públicas as gravações das centenas de chamadas telefónicas que receberam na manhã do dia 11 de Setembro. [sobre a decisão anterior da Câmara Municipal de Nova Iorque, ver Ponto Media de 24 de Julho de 2002]

FOI ANUNCIADO com semanas de antecedência (confesso que o vi do princípio ao fim...) e revelou o mundo de Michael Jackson como nunca ninguém o tinha visto até aí. Mas agora, o documentário da Granada Television está a dar muito que falar, principalmente depois de Jackson (o rapaz é mais desequilibrado do que se possa pensar) ter admitido dormir com vários rapazes menores. Ontem, Jackson queixou-se às autoridades britânicas do autor do documentário e parece que está mesmo a pensar processá-lo.

JOHN CLEESE, um dos famosos Monty Python, acabou de ganhar 13.500 libras num processo que moveu contra o "Evening Standard" por causa de um artigo que dizia que a sua carreira nos Estados Unidos estava a ir por água abaixo.

SE JÁ LEU o artigo que aqui lhe recomendei na quarta-feira -- How many news people does a newspaper need? --, então está na altura de ler este, da "Editor & Publisher": Some Publishers Believe in Big Newsrooms.

António Granado, 00:11 / Link permanente /

Quinta-feira, Fevereiro 06, 2003

CLARA PINTO Correia plagiou, no último número da revista "Visão", o jornalista David Reminick da revista "The New Yorker", diz a Lusa: "Na página que se chama 'A deriva dos continentes' e com direito a fotografia, a crónica que é atribuída à escritora e professora universitária Clara Pinto Correia enaltece a figura do já ex-Presidente e termina a dizer que 'a gente precisa de saber que há pessoas para quem dá gosto olhar'. Uma frase, ou melhor, um período que, a juntar a outros três, são os únicos diferentes da prosa igual à da revista norte-americana saída a 10 de Janeiro. Mais exactamente, 96 das 106 linhas do artigo a duas colunas atribuído a Clara Pinto Correia são tradução literal para a língua portuguesa do artigo da revista 'The New Yorker'. Uma explicação poderá ser publicada num próximo número da 'Visão', ou pela própria Clara Pinto Correia, coordenadora das pós-graduações e mestrados da Universidade Lusófona e que ainda recentemente, no jornal Público, se afirmava preocupada com a 'normalidade' com que actualmente os alunos encaram os plágios". O artigo de Remnick está aqui. O de Clara Pinto Correia não consegui encontrar na Web. [ACTUALIZAÇÃO às 8h15 de dia 6 -- Em declarações ao "Público", Clara Pinto Correia diz que se tratou de "distracção": "A acusação é válida e só tenho que pedir desculpa e prometer que não volta a acontecer"].

JIM ROMENESKO, um dos mais famosos "webloggers" na área dos media, mudou o nome da sua coluna Media News para Romenesko. A mudança deveu-se ao facto de os advogados do MediaNews Group o terem ameaçado com um processo judicial. Jim Naughton, presidente do Poynter Institute, que aloja a coluna de Romenesko, mandou os advogados bugiar: "Despite the law firm's kind suggestion that we resolve this perilous situation by placing an em of space between Media and News, we'll decline, thanks. ...From now on, his blog will be called Romenesko".

O "LIBÉRATION" está a viver dias difíceis e procura investidores, diz este artigo do "Le Monde": "Gravement affecté par une récession publicitaire générale, Libération est aussi confronté à une érosion de sa diffusion, qui, sur Paris, a baissé de près de 10 % sur un an ; la concurrence des quotidiens gratuits (20 minutes et Metro) n'y est sans doute pas étrangère".

ESTA SEMANA está cheia de descobertas. Só hoje me apercebi que há um diferendo entre o presidente Putin e os criadores do filme Harry Potter. A BBC já tinha posto lado a lado as imagens de Putin e do duende Dobby e perguntado se os cibernautas os achavam parecidos. Hoje, ao ler o ContraFactos & Argumentos, fiquei a saber que uma firma de advogados de Moscovo se prepara para processar os responsáveis do filme por abuso na utilização da inagem de Putin.

OS PROGRAMAS de televisão estão a transformar-se de forma a permitir que os telespectadores que andam a fazer "zapping" os possam apnhar em qualquer altura: "The explosive popularity of such programs as "American Idol," "The Bachelor" and "Joe Millionaire" reflects a significant change in how people are watching television. It is, ultimately, a shift to a more commitment-phobic kind of viewing, driven by the media-saturated habits of a younger generation.Not only do the series run for shorter periods -- usually six to 13 weeks -- the way the episodes unfold makes them easy for grazing viewers to join in progress".

CONTINUA a saga de Catherine Zeta Jones e Michael Douglas versus revista "Hello".

MADONNA queixou-se da revista "Heat" à Press Complaints Commission do Reino Unido, por causa de um artigo que diz que ela está grávida do terceiro filho.

A PERSISTÊNCIA em jornalismo é uma virtude e, às vezes, tem as suas recompensas.

LER, por favor, A Nation of Voyeurs: "How the Internet search engine Google is changing what we can find out about one another - and raising questions about whether we should ".

António Granado, 00:25 / Link permanente /

Quarta-feira, Fevereiro 05, 2003

ESTÁ no penúltimo parágrafo desta notícia, mas juro que é a primeira vez que ouço falar deste assunto: "Mr. Sulzberger [presidente do "The New York Times] says the company is considering whether to change the International Herald Tribune's name".

A ESCOLA de Jornalismo da Universidade de Ohio passou este ano lectivo a ter uma licenciatura em Online Journalism. A Universidade de Leeds, onde estudo agora, também lançou uma licenciatura em Communications and New Media.

JÁ QUE SE fala em Universidade, vale a pena dar uma volta pelo The Quality Project, um projecto a funcionar na University of North Carolina. Absolutamente a não perder são os artigos que Philip Meyer, director do projecto, e os seus estudantes de doutoramento apresentaram à reunião da AEJMC no passado Verão: How many news people does a newspaper need? e Anatomy of a death espiral: Newspapers and their credibility [dica de First Draft].

REGRESSARAM ao Brasil as gravações ilegais de reuniões e sua posterior exposição nos media, diz Alberto Dines na edição de ontem do "Observatório de Imprensa". [ver Ponto Media de 12 de Março de 2001]

TAPARAM a reprodução de Guernica na sede das Nações Unidas em Nova Iorque: "U.N. officials said last week that it is more appropriate for dignitaries to be photographed in front of the blue backdrop and some flags than the impressionist image of shattered villagers and livestock".

MAIS PORMENORES do caso Catherine Zeta Jones e Michael Douglas versus revista "Hello", desta vez contados pelo "The Guardian".

FOI TIRADO do ar um "site" que reproduzia o "layout" da CNN e podia induzir em erro os eventuais cibernautas. [Que pena! Era tão engraçado inventar notícias, imprimi-las e entregá-las a camaradas de redacção...]

HOJE PUS mais dois weblogs na coluna da direita: eCuaderno e First Draft.

António Granado, 00:01 / Link permanente /

Terça-feira, Fevereiro 04, 2003

QUEM ESTÁ interessado no tema do desastre do Columbia não deve perder The Space Shuttle Must Be Stopped, de Gregg Easterbrook, na última edição da "Time". E já agora leiam também o artigo que o mesmo Easterbrook escreveu para a edição de Abril de 1980, da "Washington Monthly": Space Shuttle: Beam me out of this death trap, Scotty.

STACI D. Kramer, na "Online Journalism Review", escreve também um interessante artigo sobre a cobertura do desastre do vaivém: Shuttle Disaster Coverage Mixed, but Strong Overall.

A PROVEDORA dos leitores do "The Boston Globe" diz que o jornal publicou nos últimos tempos quatro cartas "enlatadas", ou seja, que não foram escritas por simples leitores, mas preparadas por "lobbies" e disponibilizadas na Internet gratuitamente. [dica das Media News de Jim Romenesko; sobre este tema das cartas "enlatadas", ver Ponto Media de 28 de Janeiro de 2003]

MANIPULAÇÃO fotográfica e jornalismo: Can you believe what you see?

JÁ COMEÇOU em Londres o julgamento que opõe Catherine Zeta Jones e Michael Douglas à revista "Hello", por publicação não autorizada das suas fotos de casamento. O relato no "The Independent" de hoje.

UMA JORNALISTA da BBC foi detida por ser suspeita de roubar outros camaradas de redacção.

O SITE do "The New York Times" está a pensar lançar novos tipos de anúncios para a Web, que ficam ao lado dos textos e ocupam cerca de metade do ecrã.

António Granado, 00:27 / Link permanente /

Segunda-feira, Fevereiro 03, 2003

SEGUNDO refere J.D.Lasica no seu weblog New Media Musings, não foi só o jornal "The Washington Post" a colocar no ar a inacreditável notícia da Associated Press, que fazia crer que tudo tinha corrido bem com o Columbia [ver Ponto Media de ontem nesta página]. "The Boston Globe" também tinha uma notícia igual e manteve-a no ar mais de 17 horas após a explosão.

JÁ QUE FALO em "The Boston Globe", vale a pena assinalar esta frase do seu crítico de media, a propósito da explosão do Columbia: "Yet, as often happens in today's interconnected, high-tech universe, much of the reporting was done not by journalists, but by ordinary citizens: witnesses, video camera owners, and law-enforcement officials".

UMA INTERESSANTE colecção de primeiras páginas de "sites" noticiosos e jornais após a explosão do Columbia foi colocada "online" pelo Cyberjournalist.net.

O JORNAL "Florida Today" decidiu-se pelo formato de weblog para ir actualizando as notícias sobre o Columbia.

O MÁRIO MESQUITA escreveu na sexta-feira no "Público" um texto a não perder e que devia ser lido por todos os candidatos a jornalistas: Elogio do Desconfiómetro.

DEPOIS da experiência da "Columbia Journalism Review" [ver Ponto Media de 7 de Janeiro de 2003], o "Público" pediu também a três jovens jornalistas portugueses que pensassem no jornal ideal.

A INTERNET é agora a mais importante fonte de informação para os americanos que a utilizam, refere o estudo "Surveying the Digital Future", apresentado sexta-feira: "The more than 70 percent of Americans who use the Internet now consider online technology to be their most important source of information, ranking the Internet higher as an information source than all other media including television and newspapers". O estudo completo pode ser encontrado aqui.

OS JOVENS ingleses acham que as cenas de sexo não deviam ter lugar na televisão. A responsável da organização Index on Censorship, que realizou o estudo, disse ao "The Independent": "The vast majority of students think we live in a censored society and yet more than half believe that the Government should control what they see, hear and read. It could be a general indifference to such issues or indeed it could be a new conservatism".

É NEGRO ou negra? Trabalha na área da publicidade? Fala bem inglês? Então esta poderá ser a sua oportunidade. [Para quem está a ler este weblog pela primeira vez, devo assinalar que esta referência não é racista e, pelo contrário, está repleta de ironia...]

António Granado, 00:46 / Link permanente /

Ponto Media

Antonio/Male/36-40. Lives in Portugal/Lisboa/Benfica. Speaks Portuguese, English and French.

Weblog sobre media em português. Com ligações para artigos interessantes e para estórias de jornalismo e jornalistas. De segunda a sexta.

O que são weblogs?

Arquivo (2001)
Arquivo (2002)
Arquivo (2003)

 

Media na Internet

Quando é que os media portugueses entraram na Internet? Quais as datas mais importantes da sua presença na Web? Enquanto ninguém escreve a história desta aventura, aqui fica uma contribuição...

 

Outros weblogs

Vale a pena visitar estes weblogs sobre media.

Atrium
Blogouve-se
ContraFactos&Argumentos
Conversas de Café
Cyberjournalist.net
eCuaderno
E-Media Tidbits
Fim do Jornalismo?
First Draft
Intermezzo
I Want Media
Jornalismo e Comunicação
Jornalismo Digital
JornalismoPortoNet
Língua de Trapo
Living Can Kill You
Lost Remote
Media e Jornalismo
mediaTIC
New Media Musings
NewsDesigner.com
Onlinejournalism.com
PressThink
Romenesko
thescoop.org
TV Barn
The Weblog - Guardian

 

Weblogs

Quer saber mais sobre weblogs e as suas ligações com o jornalismo. J.D.Lasica mantém uma página com diversos "links" para artigos e "sites" sobre este tema.

 

Pesquisa

Um dos "sites" com mais novidades sobre pesquisa na Internet é o weblog do bibliotecário Gary Price - The ResourceShelf.

 

Credibilidade

Avaliar a credibilidade de um "site" nem sempre é tarefa fácil. Uma visita ao The Virtual Chase pode dar uma ajuda sobre os passos a seguir quando queremos perceber a qualidade da informação que nos é fornecida.

 

Popularidade

Quer conhecer a popularidade de um "site" em comparação a outros semelhantes? Quer saber a popularidade do seu próprio "site"? Então visite o Marketleap Visibility.


Powered by Blogger Pro™ Blogarama